Imagem capa - EU NASCI PRO TEU ABRAÇO por Alan Vieira
História das nossas vidas

EU NASCI PRO TEU ABRAÇO

Esse não é apenas o ensaio da Lu e do Zé. Essa é uma das minhas mais recentes lembranças de como sou abençoado por poder caminhar ao lado de tantas pessoas especiais e do bem.

Hoje vamos falar sobre entrega, verdade e os sentimentos mais sinceros. E vocês vão conhecer a Lu e o Zé! Mas vamos do início: nós acordamos às 3:30am pra viajarmos até o local que faríamos esse ensaio, pois sempre sonhamos que seria desse jeitinho: um first look com o sol nascendo ao fundo e nos abraçando com os seus primeiros raios de luz. E não importava muito o que precisaríamos fazer para que isso acontecesse, seria assim. E assim foi!


Falo “nós” porque eu vivi o sonho, a ansiedade e a espera junto com esses dois. Desde o nosso primeiro contato, nosso primeiro choro (sim, eu e a Lu choramos juntos ao telefone porque não tínhamos mais a data do seu casamento 😢) e nosso primeiro café aqui em casa, eu já sentia que não estava simplesmente os conhecendo, mas sim os reencontrando. Tenho muita sorte de poder trabalhar com algo que me aproxima sempre de pessoas com um coração tão bondoso. É como um espelho: eu busco fazer e viver o meu melhor e o universo reflete colocando no meu caminho esses serezinhos cheios de luz, que me trazem a certeza de que acreditando junto a gente vai sempre mais longe.



A Lu e o Zé estudavam na mesma escola e se conheceram no ensino médio, mas na época não rolou nada demais: “tínhamos amigos em comum, mas zero proximidade. Eu sou alguns meses mais velha do que o Zé, então estava um ano à frente no colégio. Apesar de achar ele um gatinho, estava de olho mesmo era nos mais velhos!” – relembra ela – “e ele era muito tranquilo e tímido, curtia muito mais futebol e vídeo game do que azar garatas (ainda bem hahahaha)”


O reencontro pra valer aconteceu mesmo só quatro anos depois do colegial, numa balada:

“Eu estava com uma prima na fila do caixa, para irmos embora, e o Zé com um primo dele. Ele ainda era o mesmo garoto tímido e eu, diferente daquela época na escola, estava louca para que ele olhasse para o lado para batermos um papo! Graças a Deus minha prima tinha mais intimidade com o primo dele e começamos a conversar...” – palavras da Lu!

Apesar do grande passo, esse início não parecia muito promissor: “não obtive sucesso de primeira, pois não fui muito correspondida, mas quando eu quero algo, meu bem, eu não desisto! Então parti para as redes sociais até ele se dar conta do meu interesse e começar a me corresponder.” complementou ela.


E o encontro real oficial dos dois aconteceu só no finalzinho de 2011: 

“Depois que ficamos e comecei a conhecê-lo melhor não tive dúvidas de que queria ficar com ele por muito tempo. Eu tinha 20 anos e já tinha vivido outros romances, tinha mais experiência do que ele... mas quando percebi como ele era diferente de todos que já tinha conhecido e o quanto ele era especial, não pude deixá-lo ir!”, já o Zé estava começando a descobrir a vida, não estava interessado em romance e queria focar na faculdade. Logo viram que não estavam 100% em sintonia, mas quando algo é pra ser... VAI SER! E assim foi. E desde então os dois vem construindo uma história de muito amor, parceria e cumplicidade.



O NOIVADO DOS SONHOS: 

O pedido aconteceu na Morada dos Canyons, com uma surpresa super especial do Zé. Para o casal, viajar é sempre o melhor presente que podem se dar, por isso prepararam uma viagem para a serra para comemorar os 27 anos dele: “foi um final de semana naquele lugar incrível. E foi ainda mais especial do que imaginamos, a energia é surreal e ainda por cima saímos de lá noivos. Foi uma experiência linda!” relembram.




“Quando pensamos nessas fotos, nesse momento, a certeza que tínhamos é de que o fotógrafo seria o Alan, esse garoto talentosíssimo e que transmite puro sentimento. Seu olhar é o principal motivo que nos levou a escolhê-lo, pois é diferente de todos os fotógrafos que conhecemos. Amamos sua maneira de ver e registrar tudo e sem você nada seria igual! Usar um vestido de noiva da Artha também se tornou indispensável quando conheci o atelier pessoalmente. Ter apenas no dia do casamento passou a não ser suficiente, eu queria mais! E o modelo Silver Lake é incrível.”


Já a pergunta que não quer calar... indicariam a experiência para seus amigos?

“TOTAL! Achamos surreal e dizemos isso para todos que conhecemos. Todo e qualquer momento especial deve ser eternizado. A fotografia registra com plenitude nossa história, épocas e períodos da vida. E isso é lindo! Não se deve medir esforços para que saia tudo da maneira que você sonhou. Somos apaixonados por isso.”




E para finalizar, perguntei para os dois qual dica dariam para quem acompanha nosso blog e também está começando a planejar o casamento. E nas palavras deles: 

"Se dediquem ao máximo ao planejamento e coloquem tudo no papel, pois dessa maneira começa a se ‘desenhar’ o casamento e fica mais fácil visualizar e todas algumas decisões mais assertivas. Já o seu fotógrafo, nós acreditamos que a escolha deva vir quando se admira o trabalho a ponto de sonhar e brilhar os olhos. A intensidade, a visão, o estilo que o Alan imprime sem suas fotos sempre foram algo que nos chamou a atenção, tornando fácil decidir pelo seu trabalho. Os demais fornecedores vieram de várias recomendações (indicação é tudo) e sempre tentamos conhecer o máximo de cada um.” 


E a Lu ainda complementa: “O mesmo vale para um ensaio. No nosso dia contamos com um buquê lindíssimo d’As Floristas, fornecido pela Carol, que é incrível e muito atenciosa. Tivemos nossa cerimonial, da Glamour Cerimonial presente, além do vestido da Artha Atelier, que nem tenho palavras para descrever o quanto sou apaixonada e o quanto foi maravilhosa a experiência em usar o Silver Lake.”



É sobre isso. É e sempre será sobre isso. Se um dia eu não me sentir tão bem ou completo, e até mesmo duvidar de mim mesmo, quero sempre revistar momentos assim. Pois é através de um ensaio como esse, e mais do que isso: através de pessoas tão incríveis e que depositam em mim tanto afeto, confiança e carinho, que eu tenho cada vez mais certeza do que nasci para fazer. Do que me move. Me motiva. E me faz agradecer diariamente, mesmo em dias difíceis. Essa é a essência da Alan Vieira Casamentos.

E eu só posso ser grato!

Do meu coração ao seu,

Alan.


A EQUIPE // Fotografia: Alan Vieira Vestido: Artha Atelier Buquê: As Floristas Cerimonial: Glamour Cerimonial Video: Willian Kruger Local: Rancho P&R, Paraná.