Imagem capa - Pura alegria compartilhada em família por Alan Vieira
Recordações de família

Pura alegria compartilhada em família

Nós nunca sabemos, mas a nossa vida pode mudar completamente da noite para o dia. E a história de hoje é a maior prova disso!


A Duda e o Jacob se conheceram há três anos durante um estágio que faziam em uma empresa de formaturas e jamais imaginariam o rumo que suas vidas tomariam dali em diante. De um amor que começou na mais pura amizade a um namoro que passou por algumas idas e vindas, eles agora se preparam para comemorarem o primeiro aniversário da Maria Clara, filhinha do casal.



Tenho muita sorte por poder contar essa história porque posso dizer que acompanhei tudo desde o início, detalhe por detalhe. Eu explico: a Duda era minha colega na faculdade de Fotografia, láá em 2013, e, mais do que isso, ela foi a PRIMEIRA pessoa que falou comigo lá (com um sotaque peixeiro carregadíssimo que eu já me encantei logo de cara) e nos tornamos grandes amigos.


Por isso, desde que o Jacob surgiu na sua vida eu já acompanho e torço e shippo esse casal! Bom, ok, ele me confessou que os dois não se deram tão bem lá no começo, por serem muito durões, mas que não demorou muito para toda aquela marra se tornar amor: “eu me lembro exatamente da primeira vez que a vi, nós estávamos no horário de almoço da empresa e ela entrou no refeitório acompanhada de algumas colegas de trabalho, se destacando com um lindo sorriso no meio de todas. Naquela época eu nunca imaginei que estaria a ponto de conhecer a mãe da minha filha, meu eterno amor”, relembra ele.









“Eu fiquei de olho, porque, né? Convenhamos: o Jacob é maravilhoso de bonito. Mas no começo a gente saía mesmo é pra beber, conversar...  não tínhamos vontade de nenhum relacionamento sério na época porque meus planos eram de ir morar no Rio Grande do Sul com a minha mãe. Mas conforme o sentimento foi crescendo e a gente foi se envolvendo cada dia mais, eu decidi ficar em Santa Catarina por causa dele, apesar de não ter admitido isso na época! Além de ser conquistada pelos lindos olhos azuis, ele me cativou muito com o jeito inocente de ser. Coração puro, sabe? Isso prevalecia acima de qualquer defeito. Eu enxerguei nele o que ele tem de melhor."




Um pedido de namoro aconteceu meses depois, graças ao Jacob: “a convidei para vir na minha casa e tinha preparado uma surpresa pra ela... eu imprimi um monte de fotos dos nossos melhores momentos até então e improvisei um varal de momentos no meu quarto junto com a mensagem “quer me namorar?”. Ela disse sim e nós ficamos juntos por quase um ano”. 


Infelizmente a vida nem sempre vai pelos caminhos que a gente quer, né? Mas com certeza ela acontece da melhor maneira para nos trazer o crescimento e aprendizado necessário. E foi isso o que passou com os dois. Eles terminaram o namoro um pouco antes de completarem 1 ano e ficaram separados por um mês. Esse foi o tempo necessário para verem que não conseguiam ficar longe um do outro. E o que eu mais amo nessa história é que todas as mudanças e guinadas que aconteceram foram para deixar os dois ainda mais maduros e, o mais importante, cada vez mais unidos.








"Mas se a gente vai juntinho, vai bem..."


Depois de três meses namorando novamente, eles receberam a notícia de que seriam pais. E essa foi a novidade mais inesperada de todas, ao mesmo tempo em que foi a mais linda. E foi a partir desse momento que essa história ganhou ainda mais força. 











Foi bem difícil no começo, não vou mentir nem romantizar nada. Nós tínhamos terminado o namoro, e pouco depois de reatarmos veio a notícia da gravidez. Eu estava visitando minha mãe no Rio Grande do Sul quando descobri, então contei a notícia para o Jacob via facetime, mas a sua reação foi a melhor possível. Apesar de estarmos assustados, eu principalmente, ele segurou a barra e me acalmou. Enquanto eu sentia meu mundo desabar, ele foi o que me manteve mais firme” – palavras da Duda! 


Aliás, quando ela me contou que em breve faríamos um ensaio de gestação eu achei que era brincadeira, mas vibrei junto com eles porque sabia desde sempre que essa criança nasceria em um lar repleto de muito amor e tinha toda a certeza de que isso seria uma benção na vida deles. Aliás, nesse momento eu me tornei, além de amigo, o fotógrafo da família e fizemos dois ensaios, o de revelação de sexo do bebê (confira aqui) e o de gravidez (clique aqui para ver)





Hoje nós moramos juntos e estamos construindo um futuro para nós e nossa filha. A Duda é uma pessoa muito centrada e empreendedora e eu sou mais paradão, mas ela sempre me dá umas chacoalhadas, que dão muito certo! Eu sou muito grato por tê-la na minha vida e devo muito do que temos a ela. Sem ela não estaria onde estou hoje e não teríamos a nossa casinha, nossa filha e (em breve) nosso casamento



Com o nascimento da pequena tudo mudou: “nós amadurecemos muito com a chegada dela, ela nos mostrou o amor mais puro e singelo dessa vida. A gente acorda com ela sorrindo e brincando, o que enche o coração de amor” conta a Duda, com um sorriso que mal cabe no rosto. E ela completa: “chegarmos ao seu primeiro aniversário é algo que nos deixa extremamente felizes. Olhar para esse primeiro ano de vida, ver a mudança que aconteceu literalmente do dia para a noite e saber que estamos aqui, juntos, não tem preço”. O Jacob também vê tudo o que estão vivendo com muita gratidão: “é um momento especial, porque a gente nunca imagina que um dia vai ser pai e, além do mais, também passamos a entender muito mais os nossos pais. É algo sem explicação. Chegar a esse ponto agora significa transbordar felicidade.



Lindos! Essa felicidade está refletida em cada uma dessas fotos. Aliás, quando eles me chamaram para fotografar o ensaio em comemoração ao primeiro aniversário da sua filha, eu só consegui pensar no quão felizes suas famílias estão nesse momento. E, mesmo com alguns membros vivendo um pouco mais longe, dei a ideia de reunirmos todos e celebrarmos juntos. A Duda e o Jacob abraçaram toda a vibe que eu estava propondo e me deram total liberdade para criar um ensaio bem diferente do que costumamos ver por aí nos aniversários de 1 aninho. Mas assim pude expressar toda a alma da Alan Vieira Photography e deixar tudo ainda mais especial.


A Maria Clara é uma criança muito feliz e tem uma família que a ama tanto, que eu quis que seu ensaio fosse focado totalmente nisso. Para que um dia ela veja essas fotos e perceba cada sorriso, cada abraço, enfim, cada carinho das pessoas que mais a querem bem. Essa foi a única direção proposta ao ensaio e nós vivemos um dia intenso, real, sincero e, principalmente, em família.



E é essa mensagem que quero buscar em cada ensaio. Quero que uma fração de toda a grandeza daquilo que vivemos com as pessoas que amamos seja guardada em uma lembrança tão singela quanto essas fotos. Porque a família sempre vai ser amor. E o amor nunca vai deixar de ser o elo que nos une. Eu acredito fortemente nisso e sou muito grato por todos vocês que acreditam junto comigo!


Nos vemos na próxima!